Arquivo da tag: UFPE

UFPE abre inscrições para seleção de professor

UFPE abre inscrições para seleção com sete vagas para professor substituto

UFPE abre inscrições para seleção de professor
UFPE abre inscrições para seleção de professor

Começa nesta segunda as inscrições para seleção pública simplificada para professor substituto da UFPE, com sete vagas para o Campus Recife. Os interessados devem se inscrever, até o dia 20 deste mês, nas secretarias dos departamentos que oferecem as vagas, com atendimento em dias úteis e nos horários especificados no Edital nº 72/2016, disponível no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida (Progepe).

Das vagas

As vagas estão distribuídas da seguinte maneira: Centro de Artes e Comunicação (CAC) – uma vaga; Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) – uma vaga; Centro de Ciências da Saúde (CCS) – uma vaga; Centro de Educação (CE) – três vagas; e Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) – uma vaga. O regime de trabalho é de 20 ou 40 horas, no interesse da Administração. Os vencimentos vão de R$ 2.104,93 a R$ 5.143,41, a depender do regime de trabalho e da qualificação do professor no momento da contratação.

A taxa de inscrição custa R$ 130,00 e o pagamento deve ser efetuado por meio de depósito bancário na Conta Única da União, no Banco do Brasil S.A., de acordo com as informações disponíveis no site de Progepe. A isenção de taxa de inscrição será concedida aos candidatos que comprovarem insuficiência de recursos para arcar com seu pagamento, conforme estabelece o Decreto n° 6.593/2008.

As inscrições são apenas presenciais. São admitidas inscrições com uso de procuração, por instrumento público ou particular. Toda a documentação necessária para a inscrição está listada no edital de seleção.

O processo seletivo constará de julgamento de títulos, prova escrita e/ou prova didática ou didático-prática. A seleção será realizada em datas e horários que serão afixados nas secretarias dos departamentos que ofertam as vagas.

A seleção terá validade de um ano, contado a partir da data da publicação da homologação do resultado no Diário Oficial da União (DOU). O contrato de professor substituto dos candidatos aprovados vigorará a critério da UFPE. Caso haja interesse de ambas as partes, o contrato poderá ser renovado por, no máximo, 24 meses.

 

Maiores informações :  https://www.ufpe.br/ufpenova/

Colégio de Aplicação da UFPE terá cotas.

Colégio de Aplicação da UFPE destinará 50% das vagas para alunos oriundos do ensino público.

Colégio de Aplicação instaura sistema de cotas
Colégio de Aplicação instaura sistema de cotas

O Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco da UFPE vai destinar, a partir da próxima seleção marcada para novembro de 2016 50% de suas vagas para estudantes que tenham cursado todo o Ensino Fundamental I (do 1ª ao 5ª ano) em escola pública. O Regime de Cotas para o CAp foi aprovado pelo Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPE (CCEPE), em reunião realizada na sexta-feira (8). A Resolução que estabelece o novo método de seleção será publicada no Boletim Oficial da UFPE ainda nesta semana.

Regime de Cotas

A mudança atende a uma antiga demanda do Colégio de Aplicação e da comunidade acadêmica e se restringe a reservar 30 das 60 vagas do Colégio para a seleção, exclusiva, de alunos oriundos da rede pública de ensino. Todos os demais critérios para ingresso na instituição serão mantidos. Ou seja, para quaisquer dos candidatos – inscritos no regime de cotas ou para livre concorrência – serão aplicadas as mesmas provas de Matemática, Língua Portuguesa e Produção Textual, assim como o ponto de corte, a ser definido no próximo edital, se manterá inalterado.

Ainda como no sistema anterior, só pode se candidatar o estudante que esteja cursando o 5º ano do Ensino Fundamental I (Lei nº 11.274/2006), ou cursando a 4ª série do Ensino Fundamental (anterior à Lei nº 11.274/2006). Assim como o candidato deve ter idade máxima de 12 anos completos até 31 de dezembro do ano letivo em que cursa a série exigida. E, caso não haja procura ou aprovação suficiente para preenchimento das 30 vagas destinadas aos candidatos cotistas, essas vagas serão transferidas automaticamente para a seleção dos candidatos da livre concorrência.

Segundo a diretora do Colégio do Aplicação, Lavínia Ximenes, o processo de amadurecimento do CAp para tomada dessa decisão já dura 12 anos e a mudança adequa a instituição à realidade social. “Éramos uma escola pública que não atendia às escolas públicas”, afirma. Outro argumento favorável à mudança partiu do pró-reitor acadêmico da UFPE, professor Paulo Goes. “Adequamos o Colégio a uma demanda das licenciaturas da UFPE, que compreendem 1/3 dos cursos da instituição, haja vista que o CAp é um espaço por excelência de formação de professores e, sobretudo por isso, a instituição deve estar alinhada com a sociedade que vai acolher nossos futuros docentes”, afirma.

Colégio de aplicação Inscrições para 2017

Já divulgado pelo Colégio de Aplicação da UFPE, o período de inscrição para a seleção do ano letivo de 2017 será de 15 de agosto a 15 de setembro deste ano. A inscrição deverá ser feita no site, com emissão de boleto para pagamento da Guia de Recolhimento da União- GRU, exclusivamente nas agências do Banco do Brasil. As provas ocorrerão no dia 13 de novembro, no horário das 9 às 12h30. Em breve o edital será publicado.

Maiores informações : https://www.ufpe.br/ufpenova/

UFPE oferece 35 vagas para professor substituto

UFPE oferece 35 vagas em seleção para professor substituto

UFPE oferece 35 vagas para professor substituto
UFPE oferece 35 vagas para professor substituto

A UFPE , Universidade Federal de Pernambuco, realiza seleção pública simplificada para professor substituto (Edital nº 52/2016) com 35 vagas distribuídas nos campi Recife, Vitória e Caruaru. O regime de trabalho é de 20 ou 40 horas, a depender da vaga. As inscrições começaram ontem (6) e seguem até o dia 15 deste mês. O edital da seleção está disponível no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida (Progepe).

São 30 vagas no Anexo I. As oportunidades para o Campus Recife são: Centro de Artes e Comunicação (CAC) – quatro vagas; Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) – duas vagas; Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) – uma vaga; Centro de Ciências da Saúde (CCS) – seis vagas; Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) – uma vaga; Centro de Educação (CE) – 11 vagas; Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) – duas vagas; Centro de Biociências (CB) – antigo Centro de Ciências Biológicas (CCB) – uma vaga.

Para o Centro Acadêmico de Vitória (CAV), o Anexo I oferta duas vagas: Núcleo de Biologia – uma vaga; e Núcleo de Educação Física – uma vaga.

Já o Anexo II apresenta cinco vagas. No Campus Recife: CCSA – uma vaga; e Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) – duas vagas. No Centro Acadêmico de Vitória, há uma vaga para o Núcleo de Nutrição. E no Centro Acadêmico do Agreste (CAA), há uma vaga para o Núcleo de Formação Docente.

Os vencimentos para o cargo de professor substituto serão fixados de acordo com o regime de trabalho e a qualificação do docente no momento da contratação. Os valores vão de R$ 2.104,93 a R$ 5.143,41.

As inscrições devem ser feitas presencialmente na secretaria dos departamentos e núcleos que oferecem as vagas. O atendimento é realizado em dias úteis, nos horários indicados nos anexos do edital da seleção, no qual também é disponibilizada a lista de documentos necessários para realização da inscrição. São admitidas inscrições por meio de procuração, por instrumento público ou particular.

A taxa de inscrição custa R$ 130,00 e o pagamento deve ser efetuado mediante depósito bancário na Conta Única da União, no Banco do Brasil S.A., de acordo com as informações disponíveis no site da Progepe. A isenção da taxa será concedida aos candidatos que comprovarem insuficiência de recursos para arcar com seu pagamento, conforme estabelece o Decreto n° 6.593/2008.

O processo seletivo constará de julgamento de títulos; prova escrita e/ou prova didática ou didático-prática. O cronograma da seleção é disponibilizado ao público na secretaria do departamento ou núcleo que oferece a vaga, durante todo o período de inscrições.

O prazo de validade da seleção será de um ano, contado a partir da data da publicação da homologação do resultado no Diário Oficial da União (DOU), no caso das áreas contidas no Anexo I do edital. Para as áreas contidas no Anexo II, a validade será de 30 dias.

O contrato de professor substituto dos candidatos aprovados vigorará a critério da UFPE. Caso haja interesse de ambas as partes, o contrato poderá ser renovado por, no máximo, 24 meses.

Maiores detalhes https://www.ufpe.br/ufpenova/

UFPE abre Vestibular para Música e Dança 2016.

UFPE abre Processo Vestibular dos cursos de Dança e Música 2016.

Vagas nos cursos de dança e música da UFPE
UFPE lança edital para Vestibular de Música e Dança 2016

A UFPE, Universidade Federal de Pernambuco,lançou o edital do Processo Seletivo Vestibular 2016 – UFPE para os cursos de graduação, em modalidade presencial, de Dança (licenciatura), Música/Canto (bacharelado), Música/Instrumento (bacharelado) e Música (licenciatura), todos para o Campus Recife da Universidade. As inscrições, que devem ser feitas até o dia 11 de fevereiro de 2016, devem ser realizadas exclusivamente pela Internet, na página eletrônica da Covest e serão efetivadas somente após o pagamento da taxa de inscrição de R$ 70.

O pagamento da taxa poderá ser feito até o dia 12 de fevereiro, mediante quitação da Guia de Recolhimento da União (GRU), em qualquer agência do Banco do Brasil, conforme instruções a serem divulgadas na página eletrônica da Covest. No ato da inscrição, o candidato deverá fazer opção para um único curso, indicando as preferências por turno e entrada. As vagas por curso, modalidade, entrada e turno podem ser consultadas no edital.

São oferecidas 30 vagas para Dança (licenciatura), 60 para Música (licenciatura), quatro para Música/Canto (bacharelado) e 18 para Música/Instrumento (bacharelado). Serão reservadas, no mínimo, 50% das vagas do certame, por curso e turno, aos candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, em cursos regulares ou no âmbito da modalidade de Educação de Jovens e Adultos ou que tenham obtido certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA) ou de exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.

O Processo Seletivo Vestibular 2016 – UFPE seguirá a seguinte estrutura: duas etapas para os cursos de Música/Canto (bacharelado), Música/Instrumento (bacharelado), Música (licenciatura) e três etapas para o curso de Dança (licenciatura). A primeira etapa é composta das seguintes provas do Enem 2015: 1) Prova I – Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes e Educação Física; 2) Prova II – Matemática e suas Tecnologias: Matemática; 3) Prova III – Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Filosofia e Sociologia; 4) Prova IV – Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia; 5) NPR – Nota da Redação do Enem 2015.

Os candidatos ao curso de Dança serão submetidos a mais duas etapas. Na segunda etapa, os candidatos farão um Teste de Habilidade Específica em Dança (THED), voltado para o desenvolvimento de aulas práticas. O THED será de caráter classificatório e eliminatório. A segunda etapa será realizada nos dias 24 e 25 de fevereiro, nas instalações do Curso de Dança (licenciatura), que funciona no Centro de Artes e Comunicação (CAC) da UFPE, no horário das 14h às 18h. Ao Teste de Habilidade Específica em Dança será atribuído o conceito apto ou inapto, sendo este último de caráter eliminatório. Se o candidato não comparecer à segunda etapa, será automaticamente eliminado do processo. O resultado obtido por cada candidato na segunda etapa será divulgado até às 11h do dia 26 de fevereiro, na Secretaria do Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística da UFPE e no site da Covest.

Na terceira etapa, os candidatos ao curso de Dança considerados aptos no THED serão entrevistados e serão observados os seus propósitos e experiência na área, de modo que se possa avaliar o seu interesse e conhecimento sobre a natureza artístico-pedagógica da Dança. A terceira etapa será realizada no dia 26 de fevereiro, nas instalações do Curso de Dança (licenciatura), no horário das 13h às 18h30. Na terceira etapa será atribuído o conceito apto ou inapto, sendo este último de caráter eliminatório. Se o candidato não comparecer a essa etapa, será automaticamente eliminado.

MÚSICA – Os candidatos aos cursos de Música/Canto (bacharelado), Música/Instrumento (bacharelado) e Música (licenciatura) serão submetidos a um Teste de Habilidade Específica de caráter classificatório e eliminatório. Os candidatos ao curso de Música/Canto (bacharelado) farão uma Prova de Percepção (PP) – peso 1, uma Prova de Teoria Musical (PTM) – peso 2, uma prova de Solfejo (PS) – peso 2 e uma Prova de Canto (PC) – peso 5, as quais terão caráter classificatório e eliminatório, em data, horário e local a serem divulgados posteriormente no site da Covest.

Os candidatos ao curso de Música/Instrumento (bacharelado) farão uma Prova de Percepção (PP) – peso 1, uma Prova de Teoria Musical (PTM) – peso 2, uma prova de Solfejo (PS) – peso 2 e uma Prova de Instrumento (PI) – peso 5, as quais terão caráter classificatório e eliminatório, em data, horário e local a serem divulgados posteriormente na página eletrônica da Covest.

Os candidatos ao Curso de Música (licenciatura) farão uma Prova de Percepção (PP) – peso 2, uma Prova de Teoria Musical (PTM) – peso 2, uma prova de Solfejo (PS) – peso 3 e uma Prova de Habilidade Instrumental (PHI) – peso 3, as quais terão caráter classificatório e eliminatório, em data, horário e local a serem divulgados posteriormente no site da Covest. Cada nota obtida pelo candidato nessas provas será convertida para a escala de zero a dez pontos e o ponto de corte em cada uma das provas descritas anteriormente será quatro.

O Processo Seletivo Vestibular 2016 – UFPE será realizado pela Covest, sob supervisão da Pró-Reitoria para Assuntos Acadêmicos (Proacad) da Universidade. O conteúdo programático e demais instruções relativas ao processo estarão disponíveis no site da Covest.

Sisu UFPE terá 6.972 vagas de graduação para o ingresso 2016.

 

Sisu UFPE aguarda cronograma do Mec para novas medidas.

A UFPE, Universidade Federal de Pernambuco, ofertará 6.972 vagas no Sisu,Sistema de Seleção Unificada, para o ingresso 2016 em 96 cursos presenciais de graduação dos campi Recife, Vitória e Agreste (Caruaru), das quais 50% serão reservadas ao sistema de cotas, atingindo o teto exigido pela Lei nº 12.711/2012. O número total de vagas supera o do ingresso 2015, que foi de 6.562, devido à inclusão no Sisu de vagas de cursos já existentes que eram oferecidas fora do sistema. O período de inscrição para o Sisu 2016 ainda não foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC).

As 410 vagas a mais se referem à segunda entrada do grupo Engenharias CTG (Recife) e do curso de Engenharia Civil (Agreste), que passam a ser oferecidos via Sisu devido ao fim do vestibular de meio de ano; Química – Bacharelado (Recife), que deixa de ter uma seleção específica; e Comunicação Social (Agreste), ofertado pela primeira vez em 2015.2 em um processo seletivo que considerou a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012, 2013 ou 2014 fora do Sisu. Assim, serão totalizadas para o ano de 2016: 5.502 vagas para o Campus Recife, 430 vagas para o Centro Acadêmico de Vitória (CAV) e 1.040 vagas para o Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Todos os candidatos serão classificados com base na nota do Enem 2015. Os pesos e as notas mínimas serão os mesmos do ano passado. Segundo o pró-reitor para Assuntos Acadêmicos da UFPE, professor Paulo Goes, está em análise uma possível mudança dos pesos e das notas mínimas para o ingresso 2017, com definição até o dia 30 de abril de 2016.

Para o ingresso 2016, a UFPE mantém o argumento de inclusão regional para os estudantes que residem no entorno dos campi Vitória e Agreste. Ao optarem por cursos das unidades acadêmicas do interior, esses candidatos terão um acréscimo de 10% na nota final do Enem. O acréscimo terá efeito apenas classificatório, não sendo levado em conta na análise do atendimento de eventuais critérios eliminatórios.

Vale ressaltar que o argumento de inclusão regional destina-se exclusivamente a candidatos que tiverem cursado e concluído todo o Ensino Médio em escolas regulares e presenciais das mesorregiões listadas abaixo. Não será oferecido nenhum tipo de argumento de inclusão regional para os cursos do Campus Recife. Os candidatos que forem possíveis beneficiários tanto do argumento de inclusão regional quanto da política de cotas deverão optar, no ato da inscrição, por uma dessas duas ações afirmativas, não sendo permitida a aplicação cumulativa delas.
A partir de 2016, o curso de Engenharia de Produção (Recife) deixará o grupo Engenharias CTG (Recife). Permanecerão os seguintes cursos: Engenharia Civil (Recife), Engenharia de Alimentos (Recife), Engenharia de Controle e Automação (Recife), Engenharia de Energia (Recife), Engenharia Eletrônica (Recife), Engenharia Elétrica (Recife), Engenharia Mecânica (Recife), Engenharia de Materiais (Recife), Engenharia de Minas (Recife), Engenharia Naval (Recife) e Engenharia Química (Recife).

Os cursos presenciais de Música/Canto – Bacharelado, Música/Instrumento – Bacharelado, Música/Licenciatura e Dança/Licenciatura não participarão do Processo Seletivo UFPE/Sisu 2016. O ingresso para esses cursos será regido por processo seletivo específico, no qual se utilizarão a nota do Enem e as provas aplicadas pela Comissão de Processos Seletivos e Treinamentos (Covest/Copset).

Mesorregiões de inclusão regional

I – Mesorregião da Zona da Mata pernambucana, formada pelos municípios de: Aliança, Buenos Aires, Camutanga, Carpina, Condado, Ferreiros, Goiana, Itambé, Itaquitinga, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Macaparana, Nazaré da Mata, Paudalho, Timbaúba, Tracunhaém, Vicência, Chã de Alegria, Chã Grande, Glória do Goitá, Pombos e Vitória de Santo Antão, Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré e Xexéu.

II – Mesorregião do Agreste pernambucano, formado pelos municípios de: Águas Belas, Buíque, Itaíba, Pedra, Tupanatinga, Venturosa, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçado, Correntes, Garanhuns, Iati, Jucati, Jupi, Jurema, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha, Canhotinho, Agrestina, Altinho, Barra de Guabiraba, Bonito, Camocim de São Félix, Cupira, Ibirajuba, Lagoa dos Gatos, Panelas, Sairé, São Joaquim do Monte, Alagoinha, Belo Jardim, Bezerros, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Capoeiras, Caruaru, Gravatá, Jataúba, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sanharó, São Bento do Una, São Caetano, Tacaimbó, Casinhas, Frei Miguelinho, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, Surubim, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertente do Lério, Vertentes, Bom Jardim, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Limoeiro, Machado, Orobó, Passira, Salgadinho e São Vicente Férrer.

Link site Sisu Mec

UFPE abre concurso com 69 vagas para professor do quadro efetivo.

UFPE  oferece  69 vagas em concurso para cargo de professor efetivo.

UFPE abre concurso público para docentes 2015
UFPE 69 vagas para professor.

A UFPE,Universidade Federal de Pernambuco, divulgou a abertura de concurso público com 69 vagas para professor efetivo, sendo 60 para a classe adjunto e nove para a classe assistente, no Campus Recife e no Centro Acadêmico do Agreste (Caruaru). Os classicados terão remuneração de R$ 8.639,50 (adjunto) e R$ R$ 5.945,98 (assistente), em regime de dedicação exclusiva. O prazo de inscrições vai de 16 de novembro deste mês a 15 de dezembro de 2015.

Taxa de Inscrição: o pagamento da taxa de R$ 215,99 (duzentos e quinze reais e noventa nove centavos) e deverá ser efetuado através de Guia de Recolhimento da União (GRU), disponível na página eletrônica da PROGEPE (www.ufpe.br/progepe).

A isenção de taxa de inscrição será concedida aos candidatos que comprovarem insuficiência de recursos para arcar com seu pagamento, conforme estabelece o Decreto n° 6.593/2008.

As vagas para professor adjunto (titulação mínima de livre-docente ou doutor) para o Campus Recife totalizam 47, divididas da seguinte forma: Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) – 14 vagas, sendo uma reservada para negros; Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) – oito vagas, sendo uma reservada para negros; Centro de Artes e Comunicação (CAC) – cinco vagas; Centro de Ciências Biológicas (CCB) – duas vagas; Centro de Informática (CIn) – uma vaga; Centro de Ciências da Saúde (CCS) – três vagas; Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) – seis vagas; Centro de Educação (CE) – uma vaga; Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) – sete vagas.

Campus Agreste tem 13 vagas para adjunto e uma para assistente

No Campus Agreste, são 13 vagas para a classe adjunto, assim distribuídas: Núcleo de Gestão – seis vagas, sendo uma reservada para negros; Núcleo de Tecnologia – uma vaga; Núcleo de Design – três vagas; Núcleo de Formação Docente – três vagas.

Para professor assistente (titulação mínima de mestre), há oito vagas no Campus Recife, sendo quatro para o CTG e quatro para o CAC. No Campus Agreste, há uma vaga para assistente no Núcleo de Formação Docente.

As inscrições serão feitas na diretoria do centro acadêmico que oferece a vaga, de segunda a sexta-feira, nos horários indicados no edital do concurso. Serão admitidas inscrições por procuração, em instrumento público ou particular, e por via postal.

O concurso constará de prova escrita; prova didática e/ou didático-prática e/ou defesa de memorial; e julgamento de títulos. As provas serão realizadas no prazo de até 120 dias a contar da data de encerramento das inscrições, em local, datas e horários previstos no cronograma do concurso, que será afixado na secretaria do departamento ou núcleo que oferta a vaga e no site da Progepe, com antecedência mínima de dez dias da data de seu início.

O prazo de validade do concurso será de um ano, contado a partir da data da publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial da União (DOU), podendo ser prorrogado por igual período.

Edital Professor UFPE 2015

Colégio de Aplicação da UFPE abre vagas para 2016.

 

Vagas para o Colégio de Aplicação
Colégio de Aplicação da UFPE vagas 2016.

Colégio de Aplicação da UFPE abre processo seletivo para 55 novos alunos 2016.

O Colégio de Aplicação da universidade Federal de Pernambuco,UFPE publicou edital do processo seletivo para ingresso de alunos no 6º ano do Ensino Fundamental em 2016, exclusivamente para estudantes que estejam, em 2015, cursando o 5º ano (adequado à lei 11.274/2006) ou a 4ª série do Ensino Fundamental (Ensino Fundamental de oito anos, anterior à lei 11.274/2006). Ao todo estão sendo oferecidas 55 vagas. As inscrições deverão ser efetuadas exclusivamente via internet no período de terça-feira (22) até o dia 15 de outubro no site do colégio.

O concurso, de caráter eliminatório e classificatório, consta de provas de Português e Matemática, a serem realizadas no dia 22 de novembro, no horário das 9h às 12h30, no Campus Recife.

A taxa de participação é de R$ 85,00, que deverá ser paga exclusivamente no Banco do Brasil até o dia 16 de outubro de 2015, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Simples) disponível nos sites citados acima, a ser gerada após a conclusão do preenchimento do formulário eletrônico de solicitação de inscrição. O responsável pela inscrição do candidato deve guardar o comprovante de pagamento para eventual comprovação junto à Comissão de Seleção do CAp/UFPE 2016.

O conteúdo programático das provas está disponível no edital da seleção. A prova de Português conterá dez questões objetivas de múltipla escolha (um ponto cada), uma de proposição múltipla (até um ponto) e uma produção de texto (redação) (até quatro pontos). A prova de Matemática conterá 11 questões objetivas de múltipla escolha (um ponto cada) e duas de proposição múltipla (até dois pontos cada). Em cada uma das provas as notas serão atribuídas na escala de zero a 15 pontos.

O candidato deverá ter, no máximo, 12 anos completos até 31 de dezembro deste ano. No ato de preenchimento do formulário eletrônico de solicitação de inscrição, serão exigidos os números do CPF do candidato e da carteira de identidade.

O resultado do processo seletivo será divulgado, por meio de afixação no Recreio Coberto do Colégio de Aplicação e publicação no site onde será feita a inscrição, até o dia 23 de dezembro. Os aprovados deverão realizar a matrícula no período de 11 a 15 de janeiro de 2016, das 7h30 às 12h, na Secretaria do Colégio de Aplicação. O ano letivo 2016 terá início no dia 15 de fevereiro.

Os candidatos sem condições financeiras de realizar o pagamento da taxa de inscrição cujo responsável legal comprove possuir renda familiar bruta igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita. Para tanto, o interessado deverá requerer o benefício, de terça-feira (22) até quinta-feira (24), no site onde é feita a inscrição, preenchendo o formulário eletrônico de inscrição e entregando a documentação exigida para isenção da taxa de inscrição na secretaria do colégio, no período de 30 deste mês a 2 de outubro, no horário de 8h às 14h.

Edital Colégio de Aplicação da UFPE 2016.

Link Colégio de Aplicação UFPE.

UFPE inscreve para Vestibular das Engenharias até 15 de junho.

 

Vestibular para Engenharias da UFPE inscreve até 15 de junho.

A UFPE, Universidade Federal de Pernambuco, está com inscrições abertas para segunda fase do Vestibular 2015.2 do grupo Engenharias CTG (Recife) e para o curso de Engenharia Civil (Centro Acadêmico do Agreste – Caruaru), todos na modalidade presencial, as inscrições podem ser feitas até o dia 15 de junho e devem ser feitas pelo site da Covest. A inscrição será efetivada após o pagamento da taxa de R$ 120, que deverá ser feito mediante quitação da Guia de Recolhimento da União – GRU, em qualquer agência do Banco do Brasil, conforme instruções a serem divulgadas no Manual do Candidato, no site da Covest.

São oferecidas 310 vagas para o curso Engenharias CTG (Recife) e 40 vagas para o curso Engenharia Civil, (Caruaru). As vagas dos cursos do conjunto Engenharias CTG serão distribuídas da seguinte forma: Engenharia Civil: 60, Engenharia de Alimentos: 10, Engenharia de Controle e Automação: 20, Engenharia de Materiais: 20, Engenharia de Minas: 25, Engenharia Elétrica: 30, Engenharia Eletrônica: 40, Engenharia Mecânica: 50, Engenharia Naval: 10 e Engenharia Química: 45.

O Processo Seletivo Vestibular 2015.2 será realizado em duas etapas. A primeira fase corresponde ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014. A segunda fase será realizada pela Covest nos dias 4 e 5 de julho, das 14h às 18h, sendo aplicadas as provas de Português 1, com peso 3, e Matemática, com peso 3, no primeiro dia, as provas de Física, com peso 2, e Química, com peso 2, no segundo dia.

Para cumprimento do disposto na lei 12.711, de 29 de agosto de 2012 (Lei das Cotas), a UFPE adotará neste certame, o percentual de 37,5% das vagas para os estudantes que tenham cursado integralmente o Ensino Médio em escolas públicas e 10% para o argumento de inclusão regional, utilizado apenas para o curso de Engenharia Civil do CAA.Os candidatos que forem possíveis beneficiários tanto do argumento de inclusão regional quanto da política de reserva de vagas definida na lei 12.711/2012 (Lei das Cotas) deverão optar por uma dessas duas ações afirmativas, não sendo permitida a sua aplicação cumulativa.

Covest.